Terça-Feira, 05 de Julho de 2011, 09h:45

Tamanho do texto A - A+

Russos treinam policiais de MT para operar alta tecnologia na fronteira

O governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, e a comitiva do Estado em viagem à Rússia acompanharam o treinamento dos 11 policiais mato-grossenses do Grupo Especial de Fronteiras (Gefron) e do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que recebem capacitação em Rostov-on-Don, na Rússia, para aprender a operar o sistema do Conjunto Autônomo de Operações Móveis (Coman).

“Essa é uma tecnologia ímpar, que não havia chegado ainda ao Brasil, e nossos policiais serão os primeiros no país a operar esse sistema. Em um futuro próximo, estarão preparados para repassar conhecimento aos demais Estados”, declarou o governador Silval Barbosa.

O comandante do Gefron, coronel Antônio Ibanez, explicou que as aulas são lecionadas em período integral, com uma carga horária de 80 horas. "Nos intervalos também colaboramos com o aprimoramento da tradução do sistema para o português e com as adaptações”, disse. Para o coronel, a aquisição de 10 veículos equipados com o Coman propiciará uma revolução na segurança de fronteira.

“Nós hoje estamos mudando a cultura brasileira, que pela primeira vez passa a incorporar tecnologia em segurança. Esse é um grande marco nas políticas públicas para segurança e para o trabalho de proteção do país”, pontua Ibanez. O policial frisa que o trabalho na fronteira brasileira entrará em uma nova fase, na qual só estão países de primeiro mundo, e que Mato Grosso se tornará referência para os programas de defesa nacional.

O presidente da Agecopa, Eder Moraes, destacou que a qualificação dos profissionais é fundamental para atender às exigências da Fifa para a Copa do Mundo de 2014. “A Agecopa está custeando esse treinamento e aquisição de R$14 milhões, pois mais importante que o Mundial, será o legado que ficará para a sociedade mato-grossense e para toda a nação com uma ação intensiva no combate a criminalidade na fronteira com a Bolívia”, falou.

O contrato fechado com a empresa russa Gorizont prevê a transferência de tecnologia russa para profissionais do Brasil em um cronograma de trabalho conjunto de quatro anos. A programação prevê o repasse de 60% das informações em até dois anos de trabalho. O grupo já está se instalando em Cuiabá, na avenida Fernando Corrêa. Entre os 10 carros adquiridos pelo governo estadual, oito serão montados na capital mato-grossense.