Terça-Feira, 16 de Maio de 2017, 11h:54

Tamanho do texto A - A+

Professora de 33 anos fazia "festinha" com aluno de 15 no carro e foi presa

R7

fessora

 

A professora americana de teatro Pamela Stigger, de 33 anos, foi flagrada por policiais fazendo sexo com um aluno no banco de trás do carro dela na última quinta-feira (11). Pamela, que é casada, tinha estacionado o veículo próximo a um cruzamento em Tamarac, na Flórida (EUA), chamando atenção de pedestres. A professora negou que teve relação sexual com o estudante, de 15 anos. O aluno, porém, confirmou que estava "fazendo uma festinha com Pamela". 

 

Ela foi presa e será julgada — já que transar com menores de idade é crime nesse estado. Na delegacia, Pamela mudou seu depoimento: disse que transou com aluno, sim, e justificou: "Foi ele quem me seduziu".

 

Quando foi interrogada pela segunda vez, Pamela deu a seguinte explicação para o flagra, ocorrido às 2 horas das manhã: "Estava dando uma aula de interpretação para ele".

 

A desculpa, claro, não convenceu os oficiais, e ela continuou detida. "Eu sou a mentora dele. Queria ensinar 'interpretação" para ele", insistiu.

 

Foi solta depois de pagar fiança de cerca de R$ 116,6 mil,  mas terá que ficar com uma tornozeleira para que a polícia possa vigiá-la. Oficiais disseram que ao abrirem a porta do carro viram o adolescente sem calças. A professora também estava seminua.

 

O garoto, que não teve o nome divulgado, disse à polícia que a professora ofereceu carona para ele. Durante o percurso, contou o menino, ela o agarrou. "Me roubou um beijo", completou.

 

— Depois ela foi tirando minha roupa. Disse que queria muito ficar comigo e que os dois não estavam fazendo nada de mais.

 

Quando os policiais apareceram, os dois tinham acabado de transar. A professora, que é casada com Kenneth (foto), dá aulas na escola secundária Forest Glen. Ela leciona na Flórida desde 2008.

 

Ela está proibida pela Justiça de se aproximar do menor. Foi também demitida da escola onde conheceu o adolescente.

 

Corre o risco de perder a licença para dar aulas. A policia está investigando se Pamela transou com outros alunos ou menores na região.

 

Por ter levado o garoto para ter relações sexuais no carro, ela está sendo acusada de pedofilia, ato obsceno e agressão sexual. Se condenada, pode pegar até 15 anos de detenção.

 

Além de  professora, Pamela trabalha como atriz. Ela também já deu aulas de inglês na mesma escola.

 

O marido não quis comentar a prisão da mulher. Uma TV local entrevistou alunos, que informaram que essa teria sido "a primeira vez" do garoto. Os pais dele também não quiseram se pronunciar sobre o caso.