Quinta-Feira, 18 de Maio de 2017, 14h:17

Tamanho do texto A - A+

Polícia Civil prende suspeito de matar motociclista e ferir esposa em Várzea Grande

 Redação

 

Em menos de 24 horas, um dos autores do latrocínio ocorrido na manhã de quarta-feira (17.05), nas proximidades do Condomínio Terra Nova, na estrada da Guarita, em Várzea Grande, foi preso pela Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf-VG).

 

Erick Rubens Magalhães de Campos, 21, conhecido como “Gordinho”, foi autuado em flagrante por latrocínio consumado, associação criminosa, e latrocínio tentado, após ser preso na noite de quinta-feira (17), no bairro Figueirinha.

 

Ele é um dos autores da morte de Leomar Almeida Sales de Jesus. A vítima, em uma motocicleta Honda Biz, seguia com a esposa na garupa, pela estrada da Guarita, quando ao reduzir a velocidade, para passar em uma quebra-molas. O casal foi surpreendido por um homem armado, que deu ordem de parada e anunciou o assalto. No entanto, o motoqueiro tentou desviar do suspeito, que acabou efetuando dois disparos de arma de fogo, acertando as duas vítimas.

 

Leomar não resistiu aos ferimentos é morreu no local. Já a  mulher, atingida no braço, foi socorrida e encaminhada para atendimento médico.

 

Logo que acionados, os investigadores de polícia da Delegacia de Roubos e Furtos iniciaram diligências para esclarecer o crime, conseguindo identificar os três suspeitos de cometer o latrocínio, que estavam escondidos no matagal.

 

Os envolvidos são moradores do bairro Figueirinha e possuem passagens criminais. Um deles, Erick, foi localizado nos trabalhos desenvolvido de forma ininterruptas.

 

O suspeito, ao avistar a presença dos investigadores, tentou resistir a prisão pulando muro de várias residências. Porém, foi contido pelo cerco policial.

 

Em interrogatório, Erick confessou ter praticado o latrocínio junto com outros dois comparsas, qualificados como Alexsandro Ataíde Souza, conhecido como “Alex”, e Rudson Andrey da Silva Guia, conhecido como “Bodega”.

 

De acordo com o preso, a arma de fogo usada foi um revólver calibre 38 de propriedade de Alexsandro. Ele disse que o combinado entre os autores era roubar a moto e os pertences das vítimas.

 

Erick contou ainda como a ação criminosa foi planejada pelo trio atuante em roubos na região. O suspeito disse que esperaram a vítima reduzir a velocidade da motocicleta e um dos comparsas que estava escondido no mato foi para o meio da pista e enquadrou a vítima, anunciando o roubo, porém, a vítima tentou desviar e nesse instante o comparsa efetuou o disparo.

 

Segundo ele, depois do latrocínio eles roubaram outro motoqueiro da mesma foram. O motociclista teve R$ 55,00 subtraído.

 

O preso foi autuado em flagrante por latrocínio consumado, associação criminosa, e latrocínio tentado.

 

A delegada de polícia da Derf-V.G., Elaine Fernandes Silva, disse que as diligências continuam para localizar os outros dois envolvidos, que encontram-se foragidos.

 

Informações referente aos comparsas foragidos podem ser feitas pelo 197, da Polícia Civil, ou direto na unidade pelo (65) 3901-5360.