Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2018, 21h:15

Tamanho do texto A - A+

PJC resgata motorista mantido em cativeiro em Barra do Garças

Redação

 (Corrigida às 16h35) O motorista de um veículo mantido, por cerca de 24 horas, em cativeiro foi resgatado pela Polícia Judiciária Civil, na cidade de Barra do Garças (509 km a Leste), nesta quarta-feira (10.01). O condutor da picape, modelo Saveiro, estava desaparecido desde a última terça-feira (09.01), quando teve o veículo tomando de assalto, por volta das 19 horas, depois que saiu de Bom  Jardim de Goiás com destino a Primavera do Leste (231 km ao Sul).

A vítima foi encontrada no final da tarde de quarta-feira (10.01), em uma casa na Rua São Benedito, bairro São João, Barra do Garças. O motorista estava amarrado e apresentava hematomas pelo corpo. Ele contou aos policiais que estava sem comer e beber água desde o dia do sequestro. Ainda relatou ter sofrido agressões físicas pelos criminosos.

Na ação foram presos Wesley Iranildo Ribeiro e Wanderson Sousa Costa. Ambos foram autuados em flagrante por sequestro e cárcere privado, roubo, associação criminosa e tortura, em concurso material. Outros envolvidos já foram identificados e as buscas continuam a ser realizadas.

Segundo as investigações, os criminosos pretendiam pedir resgate a família e aos patrões da vítima, mas a ação policial impediu o contato.

As investigações  iniciaram com o encontro do veículo Saveiro, abandonado na Rua Olavo Bilac do bairro Nova Barra. A empresa proprietária do veículo comunicou o desaparecimento do motorista com o veículo, informando que o  rastreador sinalizou parada nas proximidades da cidade de Piranhas (GO) e, que após, foi sinalizado, pela última vez,  em Barra do Garças.

Verificando o rastreio do veículo, a Polícia Civil constatou que a Saveiro deslocava muitas vezes para uma determinada localidade, Rua São Benedito, bairro São João. O local era o cativeiro do motorista.

Ao perceber a chegada dos investigadores, dois suspeitos empreenderam fuga por terrenos baldios, pulando muros e portões. Na perseguição, um deles foi capturado.

Um vizinho, ao lado da casa cativeiro, que observava atento a movimentação policial, também foi preso, acusado de participação no crime. A vítima o reconheceu entre os criminosos que davam suporte no cativeiro.

Dentro da casa, os policiais apreenderam uma arma de fogo e munições, deixadas pelos criminosos na fuga.

O flagrante foi lavrado pelos delegados Antônio Moura e Adriano Marcos Alencar, que darão prosseguimento as investigações.