Quinta-Feira, 03 de Agosto de 2017, 02h:57

Tamanho do texto A - A+

Se sanções dos EUA prejudicarem nossos interesses, União Européia pode retaliar, diz Juncker

Redação

 

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou que está em geral satisfeito com as mudanças feitas pelos Estados Unidos em sua lei para impor sanções à Rússia, com a finalidade de proteger os interesses europeus.

Juncker advertiu, porém, que se as sanções prejudicarem os interesses da UE pode haver retaliação. O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou a lei nesta quarta-feira.

Na semana passada, Juncker já havia advertido que poderia haver retaliação, caso as preocupações sobre a legislação não fossem atendidas.

A lei permitiria que Trump impusesse penalizações contra companhias europeias que trabalham com desenvolvimento, manutenção, modernização ou reparo de gasodutos e oleodutos do setor de energia.

Autoridades da UE disseram que isso representaria uma ameaça para uma série de projetos regionais de energia. Trump, porém, emitiu dois comunicados nesta quarta-feira que especificamente geraram temores na UE.

O presidente americano disse que espera que o Congresso não use a legislação para "atrapalhar nosso importante trabalho com os aliados europeus para resolver o conflito na Ucrânia". Juncker disse que em geral ficou satisfeito com a versão adotada.

Uma graduada autoridade da UE disse que as palavras de Trump foram "cruciais" para dar garantia à UE de que seus interesses devem ser salvaguardados.

Juncker advertiu, porém, que se a legislação for implementada de maneira a prejudicar os interesses europeus o bloco estará "pronto para reagir adequadamente dentro de poucos dias". Fonte: Dow Jones Newswires.