Quinta-Feira, 21 de Dezembro de 2017, 13h:45

Tamanho do texto A - A+

Coreia do Norte promete retaliação após EUA acusar país de ataque cibernético

Redação

A Coreia do Norte afirmou que a acusação por parte do governo dos Estados Unidos de que o país estaria por trás de um grande ataque cibernético é "uma grande provocação política" e prometeu uma retaliação.

 

O Ministério de Relações Exteriores do regime de Pyongyang reiterou nesta quinta-feira que não teve nenhum envolvimento com o ataque cibernético que infectou centenas de milhares de computadores no mundo inteiro e paralisou partes do sistema de saúde britânico meses atrás.

 

Segundo o comunicado, a Coreia do Norte jamais vai tolerar alegações tão "irresponsáveis" dos EUA, mas não disse como irá responder. Em artigo publicado no Wall Street Journal, o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Tom Bossert, afirmou que a Coreia do Norte foi "diretamente responsável" pelo ataque com o vírus WannaCry e que Pyongyang terá de prestar contas por isso.

 

Segundo Bossert, a acusação é baseada em provas e foi confirmada por outros governos e empresas privadas, incluindo o Reino Unido e a Microsoft. O ataque do WannaCry atingiu mais de 150 países em maio, ao bloquear documentos digitais, base de dados e arquivos, exigindo o pagamento de resgate para liberá-los.