Terça-Feira, 05 de Dezembro de 2017, 06h:35

Tamanho do texto A - A+

ALDO LOCATELLI: Variação nos preços de combustíveis em Cuiabá se deve à “livre concorrência”

Redação

O presidente do Sindpetróleo de Mato Grosso, Aldo Locateli esclareceu que a variação dos preços dos combustíveis nas bombas dos postos, em Cuiabá, se deve à livre concorrência dos preços.

É possível verificar postos vendendo etanol por R$ 1,99 até R$ 2,27. No entanto, a diretoria do sindicato afirma que isto ocorre diante das promoções praticadas por algumas distribuidoras, independentemente, de oscilações nas usinas de etanol, onde os preços se mantêm sem grandes alterações desde agosto.

 "Como o mercado é livre e extremamente sensível a preço, alguns postos seguem a redução das distribuidoras e outros, para não perder clientes, mesmo não tendo a mesma condição de compra, vendem o combustível a preços próximos aos dos concorrentes, ainda que isso implique na possibilidade de desequilibrar o seu caixa", justificou.

 O sindicato admite que como os preços de bomba ficam muito semelhantes aos preços de compra junto às distribuidoras, eles acabam por afetar a sustentabilidade de algumas empresas. "Porém, cabe a cada revendedor definir sua estratégia de venda", afirmou.
Como já aconteceu em outras capitais, Belo Horizonte, por exemplo, em razão da temporariedade é possível que os atuais preços mais baixos verificados na revenda do etanol retornem ao valor comum.

Então, é necessário que o consumidor, o Ministério Público e Órgãos de fiscalizadores de preços, também saibam que, caso isto aconteça é natural que os postos também acompanhem a decisão das distribuidoras.

Desta forma, o sindicalista avalia que, não cabe como erroneamente e comumente acontece, eleger o revendedor como vilão da história, uma vez que essa precificação para cima ou para baixo é exclusivamente de responsabilidade das distribuidoras. "Ainda assim, é fato que, a decisão é independente e de cada agente deste mercado. A estratégia é de cada um", disse.

Segundo ele, de qualquer maneira, o fato mostra um amadurecimento do segmento de revenda que, através da livre concorrência beneficia o consumidor, possibilitando acesso aos combustíveis com valores promocionais.