Terça-Feira, 09 de Janeiro de 2018, 14h:34

Tamanho do texto A - A+

NEGÓCIO DE R$ 2,2 BILHÕES: Empresa da família de Blairo Maggi efetua a maior compra de terras da história de Mato Grosso

Redação
 

A aquisição de uma fazenda pelo Grupo Amaggi pelo valor de R$ 2,2  bilhões é considerda, se não a maior, uma das maiores já ocorridas no mercado de terras mato-grossense.

A trade da família do ministro Blairo Maggi comprou no início deste ano a fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo do Parecis. O negócio envolve a quantia de R$ 2,2 bilhões.

 

A Fazenda Itamarat  pertenceu ao antigo rei da Soja, o empresário Olacyr de Moraes, que foi dono da Construtora Constran e do Banco Itamarati e empreendeu o início da construção da Ferronorte - hoje ALL.  A propriedade rural tem 105 mil hectares, dos quais, 55 mil são dedicados à agricultura. Em especial à soja.

A Fazenda Itamarati foi implantada quando a Constran construiu o trecho do metrô sob a Avenida Paulista, no governo Quércia. Foi uma das mais caras obras metroviárias do mundo, com o quilômetro custando US$ 1 bilhão.

 

Depois do governo Collor, os negócios de Olacyr começaram a declinar. Blairo Maggi já tinha adquirido algumas propriedades e parte do império foi dividido com antigos sócios da Constran. O mais famoso é o agropecuarista José Carlos Bumlai, que se tornou amigo do recém-eleito presidente Lula, quando deixou a vice-presidência da Constran e investiu no agronegócio.

Da área total da fazenda, que pertencia aos herdeiros de Olacyr de Moraes, 55 mil hectares são destinados à agricultura, enquanto o restante é dividido entre pecuária e reserva ambiental. Na propriedade há, ainda, 11 pistas para pousos e decolagens, hangar, dezenas de silos e uma vila que abriga centenas de funcionários da unidade.