Quarta-Feira, 11 de Outubro de 2017, 00h:05

Tamanho do texto A - A+

Messi tem atuação de gala, marca três e leva Argentina para a Copa

 

Hermanos derrotam o Equador e carimbam passaporte para o Mundial
 
O Dia

 

Muito cobrado na Argentina, Lionel Messi deu a reposta as críticos dentro de campo. O camisa 10 teve uma atuação de gala, marcou três vezes e liderou os bicampeões mundiais na vitória de 3 a 1 sobre o Equador que garantiu a vaga dos hermanos para a Copa.

 

A partida em Quito começou nervosa para os argentinos. O equatoriano Romário abriu o placar para os donos da casa. Foi aí que Messi entrou em ação. Rapidamente o craque marcou duas vezes e virou a partida ainda na primeira etapa. No segundo tempo, o argentino ainda fez mais um fechando o placar.

 

Além dos argentinos, Uruguai e Colômbia garantiram a classificação para a Copa nesta terça-feira. O Peru irá disputar a repescagem contra a Nova Zelândia.

Messi fez três gols na vitória da Argentina AFP

 

O JOGO

 

A vaga não veio sem drama. Não bastasse a péssima campanha nas Eliminatórias, no último episódio desta trajetória, precisando do triunfo para não cair precocemente, a seleção foi surpreendida segundos após a bola rolar. Mascherano não conseguiu afastar o perigo, Mercado cochilou e o ataque equatoriano aproveitou. Romario Ibarra tabelou de cabeça com Ordoñez e tocou na saída de Romero para abrir o placar.

 

O golpe deixou a Argentina atônita, quase entregue. Se tivesse forçado, o Equador poderia ter até feito o segundo, tamanha a confusão no sistema defensivo adversário, que proporcionou outra ótima chance perdida por Ordoñez logo aos cinco minutos. Desta vez, o ataque equatoriano desperdiçou.

 

Só que antes que a tragédia fosse estabelecida, Messi tratou de resolver. Aos 11 minutos, ele arrancou pela esquerda, tabelou com Di María e apareceu sozinho dentro da área. Com a calma que lhe é peculiar, finalizou por baixo do goleiro para empatar.

 

O ataque da Argentina começava a encontrar muito espaço pela esquerda, e nos pés de Messi, isso seria fatal. Aos 15, ele recebeu com liberdade e bateu em cima de Banguera. Mas aos 19, aproveitou cochilo de Aimar na saída, roubou a bola e encheu o pé da entrada da área, no ângulo do goleiro, que nada pôde fazer

 

Os gols de Messi davam à Argentina o resultado necessário, mas não cessaram os erros defensivos. Mascherano, em dia irreconhecível, Otamendi e Mercado acumulavam trapalhadas no setor e assustavam o já desesperado torcedor visitante. No início da segunda etapa, Mercado chegou a escorregar a metros do gol de Romero, mas Romario Ibara foi travado na hora de bater.

 

Foi então que a genialidade de Messi voltou a resolver. Aos 17 minutos, o craque recebeu com liberdade na intermediária, arriscou bem a seu estilo, cortou o zagueiro e chutou colocado da entrada da área, por cobertura. Um golaço para tranquilizar todo o país e dar ao craque do Barcelona a chance de brigar pelo inédito título da Copa.

 

FICHA TÉCNICA
EQUADOR 1 X 3 ARGENTINA

Local: Olimpico Atahualpa, Quito (EQU)
Árbitro: Anderson Daronco (BRA)
Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha Matos (BRA) e Fabrício Vilarinho (BRA)
Cartões amarelos: José Cevallos (EQU), Marcos Acuña, Lucas Bigila (ARG)
Cartões vermelhos:
Gols: Romario Ibarra (1’/1°T), Lionel Messi (11′, 19’/1°T e 16’/2°T).

 

EQUADOR: Máximo Banguera; Pedro Velasco, Darío Aimar, Robert Arboleda e Cristian Ramírez; Jefferson Intriago (Jonny Uchuari, aos 31’/2°T), Jefferson Orejuela, Romario Ibarra, José Cevallos (Enner Valencia, aos 40’/1°T) e Alex Mina; Roberto Ordóñez (Michel Estrada, aos 19’/2°T). Técnico: Patricio Lara.

 

ARGENTINA: Sergio Romero; Gabriel Mercado, Javier Mascherano e Nicolás Otamendi; Eduardo Salvio (Federico Fazio, aos 44’/2°T), Enzo Pérez, Lucas Biglia e Marcos Acuña; Lionel Messi, Ángel Di María (Leandro Paredes, aos 38’/2°T) e Darío Benedetto (Mauro Icardi, aos 31’/2°T). Técnico: Jorge Sampaoli.