Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 23h:59

Tamanho do texto A - A+

Vasco sai atrás, mas busca o resultado e bate o Santos na Vila

Redação

Contra o Santos na Vila Belmiro, o Vasco não se intimidou. Em uma partida muito equilibrada, a equipe carioca saiu atrás, mas conseguiu buscar a virada contra o clube paulista. A partida terminou com o placar de 2 a 1.

Fora de seus domínios, o Gigante da Colina tentou buscar os pontos perdidos para o Vitória no Maracanã. Os cariocas saíram atrás por conta do gol de Ricardo Oliveira. Evander em um belo chute deixou tudo igual na Vila. Nenê cobrando falta fez o gol da vitória do Cruzmaltino.

O Vasco volta a jogar no domingo contra o São Paulo, no Morumbi. Já o Santos volta aos gramados na próxima segunda-feira contra a Chapecoense, fora de casa.

O JOGO

Apesar do embalo conquistado na vitória sobre o Atlético-MG, no fim de semana, o Santos não conseguiu repetir o ritmo no primeiro tempo contra o Vasco nesta quarta. Bem marcado, time santista viu o rival dominar a etapa inicial, principalmente nos primeiros minutos da partida.

Com uma postura mais ofensiva, o Vasco foi para cima no começo e criou as principais jogadas. Aos 7, Paulinho fez jogada pela direita e acionou Gilberto, que desperdiçou a chance. Num breve lampejo no primeiro tempo, o Santos respondeu com chute de fora da área de Ricardo Oliveira. A bola desviou na marcação e subiu muito.

Não foi o suficiente para assustar o Vasco, que seguia melhor em campo, principalmente por neutralizar bem Lucas Lima no meio-campo. Do outro lado, Nenê tinha liberdade para armar e atacar. Tanto que foi dele uma das melhores oportunidades do time carioca. Aos 28, o meia acertou forte chute e mandou perto do gol santista.

Só depois do susto o Santos passou a exibir melhor volume de jogo. Mesmo assim, quase não assustava o jovem goleiro Gabriel Félix. A oportunidade mais perigosa surgiu quando Renato cabeceou na área e a bola acertou a mão de Paulão. Os santistas pediram pênalti, mas o árbitro nada marcou.

O segundo tempo começou mais morno. Muito por conta da postura mais cautelosa do Vasco. Esperando o Santos em seu campo de defesa, o time carioca se fechava, enquanto o time da casa sofria para articular jogadas mais ofensivas.

O recuo vascaíno, contudo, logo apresentou o seu preço. O Santos encontrou uma brecha na defesa aos 19, quando Lucas Lima acertou belo passe para Ricardo Oliveira, que soube tirar vantagem da falha de marcação de Breno para ficar cara a cara com o goleiro e mandar para as redes. Foi seu sexto gol nos últimos oito jogos

O gol santista fez o Vasco abandonar sua retranca. E, aos 27 minutos, quase buscou o empate em chute de Evander. Vanderlei fez grande defesa. Mas o goleiro não conseguiu evitar o belo gol marcado pelo mesmo Evander, aos 39. Ele acertou forte chute da intermediária e decretou o empate.

O que parecia ruim para o Santos ficaria muito pior oito minutos depois. Foi o tempo necessário para o Vasco buscar a virada no placar. E ela veio em bela cobrança de falta de Nenê, por cima da barreira. Vanderlei mal saltou e viu a bola morrer no fundo das redes, aos 47 minutos.

Os dois times voltam a campo no fim de semana para a disputa da 34ª rodada do Brasileirão. O Vasco jogará no domingo contra o São Paulo, em São Januário. Já o Santos vai entrar em campo somente na segunda-feira para visitar a Chapecoense na Arena Condá, em Santa Catarina.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 2 VASCO

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Rafael Trombeta (PR)
Público/renda: 7.841 pagantes/R$ 211.555,00
Cartões amarelos: Arthur Gomes, Bruno Henrique (SAN); Paulão, Breno, Wellington e Andrés Rios (VAS)
Cartões vermelhos: -
Gols: Ricardo Oliveira (19'/2ºT) (1-0); Evander (39'/2ºT) (1-1), Nenê (47'/2ºT) (1-2)

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz (Luiz Felipe, aos 26'/2º) e Caju; Renato e Alison (Kayke, aos 44'/2ºT); Lucas Lima, Arthur Gomes e Bruno Henrique; Ricardo Oliveira (Copete, aos 37'/2º). Técnico: Elano

VASCO: Gabriel Felix (Jordi, aos 14'/2ºT), Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean (Evander, aos 26'/2ºT) e Wellington, Yago Pikachu (Eder Luis, aos 35'/2ºT), Nenê e Paulinho; Andrés Rios. Técnico: Zé Ricardo.