Domingo, 01 de Abril de 2018, 01h:20

Tamanho do texto A - A+

Palmeiras vence Corinthians em jogo violento e com duas expulsões

Redação   

Palmeiras conseguiu segurar ataque do Corinthians e contou com gol de Borja logo no início da partida para sair na frente na final do Paulista

Quem esperava uma grande partida técnica entre Palmeiras e Corinthians , pode ter se decepcionado. No entanto, não faltou emoção. O jogo foi pegado do início ao fim. Os visitantes foram indigestos e venceram por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Borja , logo aos sete minutos de partida, após Cássio se atrapalhar com a própria trave.

Assim, o Palmeiras leva uma boa vantagem para a partida de volta. O time alviverde pode até empatar por qualquer placar para se sagrar campeão paulista de 2018. Para o Corinthians ficar com a taça, tem que vencer o adversário, mesmo fora de casa.

O que pode servir de consolo para os alvinegros é que o clube venceu na última vez que foi ao Allianz Parque. Em julho do ano passado, o Corinthians venceu o palmeiras por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro. Jadson, de pênalti, e Guilherme Arana, com um chute cruzado, fizeram os gols da partida.

 

O jogo

Logo aos 7 minutos de partida o Palmeiras já surpreendeu a torcida ao abrir o placar. Após cobrança de escanteio curto, Dudu cruzou e a bola parou no travessão. Na sequência, Willian pegou a bola e rolou para Borja empurrar para o gol, sem goleiro. Na tentativa de cortar o cruzamento, Cássio se atrapalhou com a trave e deixou a meta vazia.

Coma  vantagem no placar, o Palmeiras recuou a sua linha de marcação e começou a apostar nos contra ataques. No entanto, sempre que o adversário avançava para o campo de ataque, os jogadores alviverdes marcavam com muito impeto e limitava a criação do Corinthians.

O time da casa criou duas chances até o intervalo. Aos 9 minutos, Vital recebou na entrada da área, driblou o marcador e bateu para o gol. Jailson faz grande defesa e salvou o Palmeiras. O meia tinha muitas opções de passe, mas preferiu a finalização.

Aos 22, Sidcley recebe belo lançamento na lateral esquerda, cruzou forte e Maycon desviou a bola, já dentro da pequena área. Ela acabou saindo pela linha de fundo.

Já nos acréssimos da primeira etapa, a confusão começou. Após dividida entre Borja e Henrique, na ponta direita do ataque alviverde, Dudu começou a reclamar e Clayson chegou de forma mais agressiva no meia palmeirense e o bate-boca começou a ficar mais agressivo. Felipe Melo chegou no bolo dando braçadas em todos os adverários que estavam na frente. O juiz não conseguia conter os jogadores e  até os bancos de cada equipe entraram no gramado, formando um grande aglomerado.

Depois que os ânimos foram abaixando, a arbitragem se reuniu e deidiu dar quatro cartões. Borja e Henrique, que começaram a confusão, receberam um amarelo. Já Clayson e Felipe Melo, que foram os mais exaltados, receberam cartão vermelho e foram expulsos da partida. A partida nem chegou a recomeçar e o juiz apinou final do primeiro tempo.

O segundo tempo continuou como foi durante toda a primeira etapa: o Corinthians trocava passes buscando um buraco na defesa palmeirense, enquando o adversário apostava em contra ataques rápitos para surpreender uma zaga desarrumada.

As jogadas violentas também continuaram. Ao todos, foram 12 cartões: 10 amarelos e os dois vermelhos da confusão no final do primeiro tempo.