Terça-Feira, 10 de Outubro de 2017, 12h:31

Tamanho do texto A - A+

RETORNO DO MANÉ CATRACA: Com preço do gás pela hora da morte, apele para o fogão a lenha



Pelo andar da carruagem, cozinha com fogão a lenha vai deixar de ser “moda” e hobby nas chácaras e mansões dos ricos, para ser válvula de escape para grande parte da população.

Essa mudança de hábitos, digamos assim, será forçada pelos aumentos que o botijão de gás vem sofrendo. Há poucos dias, teve uma majoração no preço e agora, o anúncio de mais outro aumento.

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que o aumento do preço do gás de cozinha (GLP) divulgado pela Petrobras nesta terça-feira, 10, de 12,9% nas refinarias, terá um impacto entre 7,8% e 15,4% de reajuste, dependendo do local do suprimento.

A entidade afirmou que a correção aplicada não repassa integralmente a variação de preços do mercado internacional e, com isso, o combustível registra uma defasagem de 6,08% em relação ao preço do produto importado.

De acordo com o Sindigás, essa defasagem inibe investimentos privados em infraestrutura no setor de abastecimento.

Então, tá! Desligue o gás (antes que ele fique mais caro que a comida) e faça de conta que você é “rico”: saia catando cavacos de paus por aí, e use o fogão a lenha... Ou então a imaginação, para encontrar outros meios mais baratos para cozinhar o “feijão nosso”!