Terça, 20 de agosto de 2-11, 01h23
Bola Preta sai pela 100ª vez e abre oficialmente o carnaval do Rio


 

Desfile conta com cinco carros de som e deve arrastar 1,5 milhão de pessoas

 

 

O Dia

 
Bola Preta sai pela 100ª vez e abre oficialmente o carnaval do Rio
Bola Preta sai pela 100ª vez e abre oficialmente o carnaval do Rio - Reprodução/ Twitter

 

Começou por volta das 10 horas o desfile do Cordão da Bola Preta, o mais tradicional bloco de carnaval de rua da cidade do Rio de Janeiro, que este ano sai pela 100ª vez, abrindo oficialmente o carnaval. Ao todo, são cinco carros de som que prometem embalar cerca de 1,5 milhão de pessoas com sambas e marchinhas. O bloco acontece no centro entre as avenidas Primeiro de Março e Presidente Antonio Carlos. De acordo com a organização, cerca de 2 milhões de pessoas passaram pelo bloco.

 

O Bola atrai foliões de todo o Rio e os turistas que visitam a cidade. Maurício Mendes, 27 anos, saiu de trem às 6 horas do Catiri, em Bangu, Zona Oeste do Rio, para curtir o bloco com o grupo Uga Uga. Há 12 anos, o grupo, que reúne de até 40 pessoas, se pinta de preto e se veste de homens e mulheres das cavernas.

 

"Já virou tradição vir para o Bola Preta assim. Sempre brincamos muito e o povo gosta de pular com a gente. Às vezes vamos para outros blocos, mas aqui é obrigatório", disse.

 

Stefani Dórea, de 27 anos, saiu de Angra dos Reis, no litoral sul fluminense, para participar dos 100 anos do Bola Preta. Hospedada na casa de amigas, em Niterói, na região metropolitana, também acordou cedo para acompanhar o cordão.

 

"Esta é minha primeira vez no bloco. As meninas já vêm há cinco anos e sempre falam bem, então resolvi ver de perto", afirmou. O grupo de amigas ainda pretende curtir outros blocos neste sábado

 

Fantasiado de Rei Momo, Alessandro da Silva, 43 anos, também saudou o bloco centenário. "Sou paraense e não perco o Bola Preta por nada. Já está no sangue", afirmou o folião.

 

Primeira Rainha Moma do Bola Preta, porta-estandarte por 10 anos e três vezes Mamãe Noel do bloco, aos 83 anos, Maura Possas se emocionou ao saudar o público de cima de um dos caminhões de som

 

A atriz Leandra Leal e a cantora Maria Rita, porta-estandarte e madrinha do cordão, respectivamente, também animaram o público. Porta-bandeira da escola de samba Beija-Flor, Selminha Sorriso é musa do bloco. Padrinho da agremiação, o cantor Neguinho da Beija-Flor não chegou a tempo do início do desfile. A atriz Cris Vianna é a madrinha do centenário e a atriz Miriam Duarte, a musa.

 

Tradicional, o Bola, como o bloco é conhecido, atrai foliões de todo o Rio e os turistas que visitam a cidade. Maurício Mendes, 27 anos, saiu de trem às 6 horas do Catiri, em Bangu, zona oeste do Rio, para curtir o bloco com o grupo Uga Uga. Há 12 anos, o grupo, que reúne de até 40 pessoas, se pinta de preto e se veste de homens e mulheres das cavernas.

 

"Já virou tradição vir para o Bola Preta assim. Sempre brincamos muito e o povo gosta de pular com a gente. Às vezes vamos para outros blocos, mas aqui é obrigatório", disse.

 

Stefani Dórea, de 27 anos, saiu de Angra dos Reis, no litoral sul fluminense, para participar dos 100 anos do Bola Preta. Hospedada na casa de amigas, em Niterói, na região metropolitana, também acordou cedo para acompanhar o cordão.

 

"Esta é minha primeira vez no bloco. As meninas já vêm há cinco anos e sempre falam bem, então resolvi ver de perto", afirmou. O grupo de amigas ainda pretende curtir outros blocos neste sábado

 

Fantasiado de Rei Momo, Alessandro da Silva, 43 anos, também saudou o bloco centenário. "Sou paraense e não perco o Bola Preta por nada. Já está no sangue", afirmou o folião.

 

Primeira Rainha Moma do Bola Preta, porta-estandarte por 10 anos e três vezes Mamãe Noel do bloco, aos 83 anos, Maura Possas se emocionou ao saudar o público de cima de um dos caminhões de som

 

A atriz Leandra Leal e a cantora Maria Rita, porta-estandarte e madrinha do cordão, respectivamente, também animaram o público. Porta-bandeira da escola de samba Beija-Flor, Selminha Sorriso é musa do bloco. Padrinho da agremiação, o cantor Neguinho da Beija-Flor não chegou a tempo do início do desfile. A atriz Cris Vianna é a madrinha do centenário e a atriz Miriam Duarte, a musa. Na sua conta do Twitter, Leandra escreveu "Agora sim!!! Bora comemorar CEM ANOS de história de resistência e folia. Viva o imenso @cordaodabolapretaoficial!!! Que honra estar mais um ano com vocês. #100anosdobola #bolapreta #cordãodabolapreta" 

 

Saída do bloco

 

Na saída, depois de um parabéns simbólico, o presidente da Bola, Pedro Ernesto, agradeceu a presença dos foliões e disse que "sem essa alegria e sem a presença de todos" o bloco não estaria vivo. Ele também agradeceu a presença da madrinha do bloco, a cantoria Maria Rita, e da porta-estandarte, a atriz Leandra Leal, todas em cima do trio. A porta-bandeira Selminha Sorriso também estava presente e foi saudada pelos foliões e pela agremiação.

 

Assim que o bloco começou o desfile, a equipe de garis da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) saiu atrás, limpando as ruas e até agora não houve nenhuma ocorrência grave.

 

Conscientização

 

Durante o desfile do Bola Preta, agentes do Ministério da Saúde trabalham distribuindo preservativos femininos e masculinos. A meta é distribuir 50 mil unidades. A iniciativa faz parte da campanha "Vamos Combinar", para prevenção da transmissão do vírus HIV e de outras doenças sexualmente transmissíveis.


Fonte: Página Única
Visite o website: http://www.paginaunica.com.br