Quarta, 20 de agosto de 3-05, 06h21
Entra governo, sai governo, mas a praga dos “luas pretas” não desgruda


É uma praga enraizada! Os chamados “luas pretas”, e de ambos os sexos e transgeneridades vêm pontuando os governantes de Mato Grosso, pelo menos nas últimas quatro décadas.

 

São invejosos, bajuladores e, via de regra, com visão política curta, além de que desconhecem grandes parcelas de protagonistas de jornadas políticas anteriores a eles, além de que sentem-se “superiores” a estes, por estarem momentaneamente em suas sinecuras, em geral de baixo clero.

 

Nesse “deslumbramento”, esquecem-se de que o poder costuma ser mais passageiro do que eles gostariam.

 

Essa fauna que orbita os líderes de plantão no poderes, em especial no Executivo, cria uma redoma que busca isolar pessoas que não fazem parte da “panelinha”. Mas podem contribuir com votos ou uma visão mais independente e crítica da administração e das lides políticas e partidárias. 

 

Quando nada, contribuição que  pode se transformar em votos – o que o atual governador, por exemplo, precisa quando parte para a reeleição.

 

Livre-se deles, Pedro Taques! Vaquinhas e bois de presépios podem agradar quando balançam cabeças ao dizerem “amém”!  Mas são nocivos (e nocivas) e mais atrapalham do que ajudam nas articulações e encaminhamentos políticos.

 

Livre-se deles, Pedro Taques. Enquanto é tempo!

 

Sua reeleição é importante!

 


Fonte: Página Única
Visite o website: http://www.paginaunica.com.br